Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alter Ego

Hidden side of the moon... Reverse is the right side.

Hidden side of the moon... Reverse is the right side.

Alter Ego

13
Ago19

Promessa...


Laura Antunes

...Mantive-me sentada, imovel...a assimilar o que me tinhas dito e a aguardar que voltasses a ligar para continuarmos a conversa que tinha ficado a meio.

Entretando...mais calma e controlada, organizava ideias para que a conversa fosse o mais calma possivel.

Não aguardei muito tempo até o telemóvel tocar...antes que tivesse oportunidade de dizer fosse o que fosse...falaste tu:

" ... Laura...precisei desligar...

...acredita que lamento o transtorno que parece que te causei..."

Engoli em seco... " transtorno..." para ti ignorares-me...era um " transtorno"...

Respirei fundo...

Continuaste:

" ... eu ouvi isso..."

O teu tom ameaçadoramente brincalhão...arrancou-me um sorriso.

" ... minha querida...prosseguindo com o que te estava a dizer...na minha vida...preciso tomar decisões...definir prioridades...se tenho de fazer uma coisa...faço-a e nem sempre vou ter tempo para considerandos...

o que espero de ti...que compreendas isso...que giras a tua vida...e que te mantenhas disponivel quando to solicitar..."

Senti...um murro no estômago...fui invadida por um frio glacial dos pés à cabeça...cada palavra tua...sentia-a como gelo puro a perfurar-me os timpanos e as entranhas...fiquei sem palavras...

Perante a minha não reacção...prosseguiste:

" ... quero dizer com isto Laura...que não precisas de mim para tomar decisões práticas do dia a dia...como a questão da tua casa."

O frio do gelo...ameaçava queimar-me as entranhas...uma raiva incontrolavel e irreprimivel apoderava-se de mim...o meu tom...estranhamente calmo soou tão gélido como as palavras que proferi:

- " ...Emanuel...és... sem sombra de duvida o homem mais inteligente que conheci...és certamente um génio na tua área...quanto a inteligencia emocional Emanuel...tens Zero,...és um zero!"

Estas palavras foram arremessadas e projectadas no espaço com a magnitude da energia da minha raiva...como uma flecha que rasgou o ar...rumo a um alvo...que estremeceu quando atingido no seu centro.

O impacto foi perceptivel...quase audivel...no silêncio insurdecedor que se instalou...por longos e penosos segundos.

Ouvi-te pigarrear...preparei-me para a tua fúria.

O teu tom...entre a confusão e o arrependimento...surpreendeu-me.

" ... Laura...o que é que eu disse?!"

Expirei profundamente...com o ar que soltei, saía também o ultimo resquicio de raiva...permanecia o gosto da frustração...tinha sido necessário chegar ali para te fazer pensar...tinha sido necessário magoar-te...para te fazer parar.

- " ... Emanuel...eu..." EU" não sou uma coisa, para ficar disponivel à tua solicitação...

...alugar a minha casa...NÃO é uma questão prática...é uma questão da minha VIDA...

se não consegues perceber isto Emanuel...serve-te do quê todo esse conhecimento e inteligência?!"

Foi perceptivel a impaciencia na tua voz:

" ... outra vez...estas questões...semânticas?"

Não tive tempo de refutar porque continuaste:

" ... tens razão Laura...posso ter-me exprimido mal...evidente que não te sinto como um objecto nem menosprezo o valor sentimental que a tua casa tem para ti...não me intrepretes mal..."

Percebia... pela primeira vez em muitas situações...um pedido de desculpas, disfarçado, naquelas palavras.

Não queria alimentar uma discussão...tinha sido um dia de nervos...amanhã mais decisões a tomar e muita coisa para organizar...estava cansada...e triste.

- " ... tenta...talvez...escolher melhor as palavras...pelo menos em dias como o de hoje..."

" ... está prometido bruxinha...quero que isto...resulte..."

- " ...eu também...mas tenho medo...por tudo..."

" ... Laura... bruxinha... não quero que te sintas assim...não tens de te sentir assim...

...é meu dever...proteger-te...providenciar o teu bem estar e segurança...tens de confiar em  mim."

Suspirei...devia confiar...para fazer o que fiz...

- " ...sinto-me...triste... hoje deixei de ser uma mulher...independente...agora tens uma desempregada, sem abrigo..."

" ... que disparate Laura...agora estás e ser preconceituosa...o que é meu...é nosso!

precisas de alguma coisa...diz... o que queres...quanto queres...logo que venhas para baixo essa questão vai ser tratada...até lá...falas comigo."

Suspirei mais uma vez...não confiante, mas resignada...falaria...esperava era que atendesses o telemóvel.

Pareceste ler-me os pensamentos...

" ... prometo ficar mais atento...posso não conseguir atender...mas devolvo a chamada mal possa...

agora...vou tomar um banho...estou a precisar...faz o mesmo...e come."

Sorri do teu tom...autoritário como sempre...era superior a ti...era superior a mim conseguir manter-me muito tempo zangada contigo...respondi jocosamente:

- " ...yes sir...não pode ver, mas acabei de lhe fazer a continência!"

" ... a sorte da menina são os 300 quilómetros que separam a minha mão do seu rabo...com o formigueiro que ela sente neste momento...muito teria de lhe dar com ela para me passar a dormência..."

Não consegui evitar uma sonora gargalhada...tinha de admitir o teu refinado sentido de humor...e uma habiliade inata para o sarcasmo.

" ... não se esqueça é que isso vai mudar...tudo alías...vai mudar...é uma promessa que lhe faço."

Não precisavas prometer nada...bem sabia, que assim seria.

@LuzEmMim

 

 

 

 

4 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D