Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Alter Ego

Hidden side of the moon... Reverse is the right side.

Hidden side of the moon... Reverse is the right side.

Alter Ego

23
Mai19

O despertar de um monstro.


Laura Antunes

...A tarde estava no fim...acabamos exaustos na cama a fazer uma sesta e acordamos com o sol a pôr-se no horizonte.

Estava um fim de dia bonito... o céu numa mistura de azuis que se fundiam com a aura laranja do sol e o rio de um verde dourado indefinido.

Acabamos por não sair de casa nem ir às compras para o jantar.

Tinha acordado para ir à casa de banho e estava enrolada numa toalha a contemplar aquele fim de dia que se avistava da janela.

Sentia o corpo dorido e a alma cheia...o coração melancólico pelo afastamento forçado que sabia iminente.

Voltei para o quarto e deitei-me colada a ti...o meu movimento despertou-te.

Sorriste-me e beijaste-me...não eram necessárias palavras...os olhares que trocamos diziam tudo o que nos ía na alma e no coração.

Ficamos uns momentos abraçados em silêncio...

O teu pragmatismo e apetite trouxe-nos à realidade:

"... temos de nos alimentar...minha querida!"

Resmunguei em concôrdancia e continuei imóvel.

Riste-te e deste-me uma palmadinha suave.

"... sempre a mesma preguiçosa...que calvário...

vamos lá tomar um banho...pedimos qualquer coisa para comer..."

Saíste da cama...ouvi a água do chuveiro correr.

Enrolei o corpo na almofada...sem aviso, senti-me puxada para fora da cama...levantada do chão e levada em ombros para debaixo da água do chuveiro.

Gritei em protesto.

" shiuuu...cale-se ou ainda a ponho de joelhos debaixo da água de castigo..."

Dei uma sonora gargalhada.

Entraste também no chuveiro...para te provocar continuei com os gritinhos de reclamação...

olhaste-me com ar ameaçador...eu no limite do deboche fiz beicinho e mordi ostensivamente o lábio...acto contínuo senti a tua mão na cabeça a impelir-me para baixo...não resisti e fiquei de joelhos à tua frente...entre risos e gritos de protesto.

Naquela posição...contigo nu à minha frente...ocorreu-me tirar o melhor partido da situação.

Envolvi-te com os lábios até o teu corpo reagir...ouvi um gemido rouco de prazer escapar-te.

"... pára Laura..."

Não era uma ordem nem um pedido convincente...olhei-te nos olhos e continuei as caricias...olhavas-me de cima e apreciavas a visão da minha imagem ajoelhada à tua frente a beijar-te a masculinidade

Agradava-me provocar-te...ver o teu corpo expandir-se de prazer ao meu toque...ouvir os gemidos que a tua garganta não conseguia conter.

A água do chuveiro sobre os nossos corpos acrescia sensualidade àquela envolvência...sabia que poderia continuar até te levar ao limite e mais uma vez recomeçariamos a nossa dança de corpos e almas por tempo indeterminado...

O meu lado perverso estava a apelar a outra atitude...deixar-te também em suspenso e na expectativa.

Fui desacelerando o ritmo das caricias...ouvi-te suspirar...levantei-me e beijei-te.

- " ... temos de comer primeiro, não achas?"

"...acho que sim..."

O teu tom era entre o desiludido e resignado...não diria que estavas a provar do teu próprio veneno...apenas da tua estratégia.

Envolvemos mutuamente os nossos corpos em espuma perfumada...percebi... pontualmente, alguma insistencia em massajares certos pontos do meu corpo...sabia ser uma provocação e apesar de não conseguir evitar que o meu corpo reagisse, controlei o ímpeto e fiz-me de desintendida...sabia que percebias o jogo pelo teu olhar divertido e provocador.

Saímos do duche e mentalmente elaborava um plano para continuar com aquela brincadeira...ainda me restavam umas horas ali...e a viagem...dava tempo de divertir a minha Lilith.

Enxuguei-me a uma toalha e ao contrário do que me era normal, não me enrolei nela para ir até ao closet...antes, decidi desfilar nua à tua frente.

Seguias-me e imaginava o teu olhar pousado em mim...no meu corpo...a envolver os meus contornos.

No closet, em vez de procurar roupa para me vestir...detive-me nua junto ao armário das brincadeiras em observação...olhavas-me com um ar intrigado e divertido.

Entretanto já te vestiras e comunicaste ir descer para encomendar comida para o nosso jantar.

Antes de saires, senti mais uma vez o teu olhar pousado em mim...numa interrogação...ou num receio... de teres criado um monstro...ou pelo menos de o teres despertado.

@LuzEmMim

 

 

 

 

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D