Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Alter Ego

Hidden side of the moon... Reverse is the right side.

Hidden side of the moon... Reverse is the right side.

Alter Ego

10
Abr19

Baunilha com um travo a gengibre...


Laura Antunes

...passamos o que restava da noite enroscados no banco traseiro do carro...para combater o frio e pelo prazer do toque dos nossos corpos cobertos com uma manta que trazias contigo.

Tivemos a conversa decisiva ali, naquele deserto de gente, fértil em sedução...

Saciados os corpos e a alma nutrida era tempo de dar paz à mente, ambos precisavamos disso.

 Sabia ser a minha vez de ter iniciativa e não lhe fugi. A voz saiu calma mas segura: " E então Emanuel? Vai ser como?"

Não senti o teu silêncio como indecisão, foi antes uma inspiração profunda de quem ganha folego para dizer o que pretende exprimir.

" Laura...minha querida...

Sou... somos... pessoas incomuns, isso não faz de nós melhores ou piores, só diferentes... a questão é perceber se as nossas diferenças são ou não conciliaveis...o que disse na tua casa sobre nós...penso-o, mas não o sinto, o que me confunde porque estou habituado a tomar decisões sem grande remorso."

Olhava-te e absorvia-te as palavras.. tentava ver para além delas...o nosso corpo fala e expressa emoções que por incapacidade ou pudor não pomos em palavras mas que se fazem ouvir de outra forma.

As pessoas transparecem-nos apenas as emoções que conhecemos e vi o reflexo do meu próprio medo em ti... um medo que só sente quem já sofreu... quem foi muito magoado... medo de uma dor que nos transcende, e que ficou entranhada em recantos da memória que nem sabemos existir, até que uma qualquer ameaça ressuscita esses fantasmas e sentimos ser insuportavel passar de novo pelo mesmo.

Continuaste: "...separam-nos 300 klms, é um facto, vamos resolver isso como?"

Senti que tinhas necessidade de ouvir uma resposta clara e que disso dependia o desfecho da nossa conversa. Sabia que esse poderia ser um ponto fracturante... já tinha ponderado sobre o asunto e formado uma opinião sobre ele:

" Emanuel...por personalidade, tenho uma enorme dificuldade em encontrar alguém com quem tenha afinidades...haver sintonia nos afectos ainda é mais raro acontecer...se um dia tiver a sorte de isso me acontecer não são 300, nem 3000Klms que me vão impedir de viver isso."

Ficamos em silêncio...eu não sabia que mais acrescentar, tu parecias assimilar o alcance das minhas palavras.

"...és uma optimista!" Concluiste.

Optimista eu?! ...A ser nem tinha essa consciencia. Provavelmente confundi a minha essencia desconfiada e a minha postura descrente com péssimismo, mas na verdade eu acredito que para duas pessoas que se gostam e querem ter uma relação, não existe obstáculo capaz de o impedir e a existirem são os que elas próprias criam.

Continuaste: 

"...então propões-te  manter uma relação à distancia é isso?"

- " eu não me proponho a nada! Respondi assertivamente. -"eu não concebo é abdicar dos meus sonhos por pormenores!"

Deste uma gargalhada:

"...pormenores Laura, estares aqui e eu em Lisboa são pormenores...

e que sonhos são esses que falas?"

Continuei:

- " sim pormenores...não estás na China..e que estivesses...

...os meus sonhos...partilhar a vida com alguém é um deles e não tem de ser da forma convencional...talvez seja bom que não seja...é bom que não seja..."

Fixaste o olhar no meu e perguntaste:

"...o que queres dizer com isso?"

- " neste momento da minha vida e conhecendo-me como me conheço não estou certa que viver a dois 24h por dia, sete dias por semana seja o ideal ..." Estava a ser sincera mas temi pelo que podias ajuizar sobre isso.

Falaste pausadamente:

"...Laura...minha querida...eu tenho a certeza que não estou preparado para uma relação como tu dizes...convencional...daí as minhas reservas, mas também não sei se me serve ter-te aqui e eu lá...essa situação deixa-me desconfortável mas há outros aspectos a ponderar...que vou deixar ao teu critério..." 

Mantive-me em silencio para te deixar concluir.

"...sou um homem com gostos e atitudes...incomuns e tenho de te falar sobre isso porque não concebo abdicar deles...falo a nivel sexual mas emocional também...a mulher que estiver comigo tem de me acompanhar...

...tenho fases em que vou desaparecer...outras em que te vou fazer exigencias que talvez te pareçam...bizarras...que talvez te chateiem ou consideres ofensivas...

...a questão é que quero ser obedecido...vou ser obedecido.

...não será sempre, não será a nossa rotina, mas é o meu escape e vai acontecer.

...não quero estar em relações "baunilha" a 100%...preciso de acção, de comandar, do sabor a...gengibre."

Foi a minha vez de rir...lembrei-me de um livro cujo titulo é "O gosto proibido do gengibre" uma historia de amor comovente...que pouco se adequaria ao que te estarias a referir.

Imaginava cenários e contráriamente ao que seria suposto a ideia mexia comigo...com a minha curiosidade, com uma parte de mim adormecida, que sentia despertar ...excitava-me aquele gostinho de transgressão, do desconhecido...

Olhei-te profundamente, daqueles olhares que falam...ouvi-me dizer:

-" ...gosto do sabor do gengibre..."

@LuzEmMim

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D