Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Alter Ego

Hidden side of the moon... Reverse is the right side.

Hidden side of the moon... Reverse is the right side.

Alter Ego

16
Mai19

Dúvidas.


Laura Antunes

...Terminamos a manhã na cama...abraçados,  esquecidos do tempo e do pequeno almoço.

Adormecemos, embalados na languidez que sucede aos grandes desgastes fisicos e às grandes depurações mentais...um sono profundo, revigorante, pacificado...que terminou num despertar bem disposto e cheio de apetite.

"... vamos comer preguiçosa?"

Lamuriei-me mais por moleza que por desconforto.

"...vamos lá...faço-te um café..."

Saíste da cama para a casa de banho...ouvi a água do chuveiro correr e um odor fresco vindo de lá, invadiu o espaço... eu mantinha-me imovel a organizar mentalmente a listagem das providencias que tinha de tomar.

Uns minutos depois surgiste no quarto com uma toalha enrolada à cintura e ainda a escorrer água...abeiraste-te da cama e beijaste-me suavemente os lábios.

"...mexe-te..."

Vi-te desaparecer em direcção ao closet.

Levantei-me e fui arranjar-me para me juntar a ti no andar de baixo.

Encontrei-te a fazer ovos mexidos para o pequeno almoço.

Trouxe para a mesa que já tinhas começado a pôr o café e as torradas.

Trouxeste os ovos para a mesa,  ligaste o sistema de som e vieste juntar-te a mim na mesa.

Eramos um casal comum a aproveitar o resto do fim de semana... eu gostava do conforto daquelas rotinas...daquele gostinho a baunilha no meio do gengibre.

Quebraste o silêncio:

"...Laura minha querida...os próximos tempos não vão ser muito faceis...estou com muito trabalho atrasado...inicio do ano judicial e muitas diligências a tomar...não sei quando terei disponibilidade para voltar ao norte..."

- "...já sabiamos que iria ser assim..."

"...sabiamos...mas desagrada-me profundamente!"

Senti tensão naquelas palavras.

- " ...achas que a mim não?"

"...não tenho dúvidas quanto a isso...quanto a resultar...tenho."

Ficou um clima pesado entre nós...entristecia-me a tua falta de fé...a tua descrença no que nos unia.

-"...Emanuel...sei que não vai ser fácil, mas não vou desistir de nós por um pormenor."

"...sim... já falamos sobre esse... pormenor."

Para além da tristeza, invadiu-me uma certa irritação...não percebia nem as tuas duvidas, nem aquele timing para elas.

-"...não esperes que te tente convencer a nada."

"...não espero...nada."

Aquelas palavras feriram-me...o tom rispido também...o clima entre nós depois do que tinhamos vivido horas antes, mais ainda.

Precisava de me acalmar, ou iria inevitavelmente dizer coisas que não queria e das quais provavelmente me arrependeria...utilizei o argumento de precisar ligar para o hotel canino, para sair da mesa e ir desanuviar um pouco.

Subi as escadas e sentei-me na chaise longue...duas lágrimas que não consegui reprimir deslizaram-me pela cara...memórias que queria esquecer assombraram-me.

Apoderaram-se de mim sentimentos que não queria que me tivesses feito sentir...as tuas duvidas rasgavam-me a alma porque não as partilhava...dilaceravam-me por não te ter conseguido inspirar as mesmas certezas...queimava-me as entranhas pensar ter que argumentar para o meu amor por ti ser posto numa qualquer balança ou ser um valor numa equação.

Estava preparada para tudo...lidar com dúvidas...não.

Veio-me à mente o meu Eros...as lágrimas cairam-me livres...pela desilusão...pela saudade.

Precisava ter noticias dele...

Peguei no telemóvel e marquei o numero do hotel.

@LuzEmMim

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D